Sistemas de desmoldagem semipermanentes

Cada passo de um processo é crítico para o sucesso da fabricação. Na Chem-Trend, não deixamos nada por fazer. Nossos produtos semipermanentes para desmoldagem são líquidos, são concebidos para se polimerizar em retícula com umidade ou calor e aderem quimicamente ao molde, formando um filme de polímero inerte e durável, resistente ao desgaste, ao ataque químico e térmico. A natureza de ligação reticulada do desmoldante semipermanente frequentemente permite múltiplos ciclos de moldagem antes de ser necessário reaplicá-lo e com mínima transferência de material para a peça moldada. Os agentes desmoldantes semipermanentes são versáteis e permitem que a peça moldada seja solta com relativa facilidade com praticamente todas as resinas de moldagem usadas no processo de fabricação de compósitos. A tecnologia semipermanente inclui mais do que apenas um agente desmoldante e é usada como parte do sistema para garantir o melhor desempenho, que geralmente consiste em uma combinação dos seguintes componentes:

  • Um limpador
  • Primer
  • Selador
  • Agente desmoldante

Tudo o que é necessário para manter processos altamente complexos funcionando normalmente. Também oferecemos sistemas de desmoldagem semipermanente Zyvax® para a indústria aeroespacial.

NOTÍCIAS
BROCHURAS

Entregamos soluções criadas para enfrentrar os maiores desafios de moldagem de compósitos

Os especialistas técnicos da Chem-Trend possuem vivência nos desafios mais difíceis de produção de compósitos moldados. Baixe nossa brochura e saiba mais sobre soluções que podem melhorar sua eficiência operacional.

Sistemas de Desmoldagem de Alto Desempenho para a Indústria de Compósitos para Energia Eólica

Somos comprometidos em entregar a você agentes desmoldantes e produtos auxiliares Chemlease® de primeira qualidade. Baixe nossa brochura de produtos e saiba mais sobre Chemlease® hoje mesmo. Apenas em Inglês.

VÍDEOS
Perguntas Frequentes
Como eu devo remover um desmoldante semi-permanente?

A remoção de desmoldantes semi-permanentes é muitas vezes mais difícil devido a ás características do filme curado. O processo recomendado é o de usar um limpador especial para esta finalidade, ou então lixar e polir a superfície, assegurando que toda a camada do desmoldante foi retirada.

Eu deixei marcas (estrias) na aplicação. O que devo fazer?

Muitos fatores semelhantes podem causar embaçamento ou estrias na superficie do molde. Podemos dizer que estrias que ocorrem durante a aplicação do desmoldante ou do selador em muitos casos são resultado de contaminações, moldes úmidos, ou então de uma má aplicação. Presumindo-se que o molde tenha sido bem limpo, a forma como você aplica o desmoldante é um fator importante. Tanto o desmoldante como o selador dever ser aplicados em camadas finas, usando panos de 100% algodão. Não use tecidos sintéticos pois o solvente do desmoldante poderá dissolver este tipo de fibra causando estrias. NÃO RE-UTILIZE PANOS.

As condições atmosféricas na area de aplicação também podem agravar este defeito. Embaçamento pode ocorrer quando os moldes estão mais frios que o ar. Isto pode resultar em condensação que fica retida entre o molde e o filme de desmoldante quando ele cura.

Eu vejo o molde embaçado. O que causa isto e como posso evitar?

Molde embaçado após a aplicação do desmoldante (antes de moldar):
Isto pode ser causado pela reação do desmoldante com contaminantes na superfície do molde. Também pode ser causado pelo estireno no molde acaba agarrando a ele, e ali permanece retido, ou pelo excesso de umidade durante a cura do desmoldante (principalmente em condições muito úmidas). Podem ter origem dos panos usados na aplicação que estão contaminados, ou pela condensação, particularmente quando os moldes estão mais frios que a temperatura ambiente.

Embaçamento que aparece após a moldagem da peça:
O calor da catalise pode gerar umidade, estireno livre ou outro material não curado sobre o molde durante o processo de moldagem, ficando então entre o filme de desmoldante e o molde. Após vários ciclos de moldagem o estireno livre pode também polimerizar deixando um filme duro na superfície do molde. Reforma do molde é a melhor forma para eliminar este defeito.

Desejo utilizar desmoldantes semi-permanentes. Será necessário limpar os moldes antes?

Quando esta sendo avaliado qualquer desmoldante, nos sugerimos que os moldes sejam limpos e preparados de acordo com as instruções do fornecedor. Esta é a única forma de analisar a performance, bem como verificar alguma aplicação especifica para o seu processo.

Quando esta sendo realizado algum teste de desmoldante, nós sempre sugerimos escolher um molde que represente o seu processo de produção, bem como um que não cause problemas ao nível de produção caso algum problema ocorra. Sempre utilize testes com fitas adesivas na superfície do molde para verificar se ele esta limpo (a fita deverá aderir á superfície se esta estiver limpa). O mesmo teste dever ser realizado para em diversas áreas do molde para verificar se foi aplicado o selador e desmoldante ( a fita deverá soltar da superfície muito mais fácil que no molde limpo).

Moldes já em uso preparados com ceras
Aqui estão incluídos todos os tipos de ceras liquidas, pasta ou selantes a base de cera. Devem ser removidos todos os contaminantes da superfície do molde, utilizando-se de um pano de algodão e uma boa quantidade de limpador de molde. Nós não recomendamos aplicar desmoldantes semi-permanentes diretamente sobre ceras, pois isso irá comprometer a adesão do filme de desmoldante com a superfície do molde.

Moldes já em uso preparados com desmoldantes semi-permanentes
Os desmoldantes semi-permanentes existentes não são exatamente iguais. Todavia muitos são compatíveis entre si, o que significa que podem normalmente ser aplicados sobre um filme já curado de outro semi-permanente sem limpar o molde. Teste limpando uma pequena área do molde com o limpador de moldes , e então uma camada de desmoldante semi-permanente. Se esta aplicação inicial é difícil de ser aplicada (fica na forma de gotas), marcas ou de forma diferente da usual, PARE e limpe o molde todo.

As peças estão pré desmoldando. O que posso fazer?

Pré-desmoldagem pode ser causada por diversos fatores. Desenho do molde, tempos de laminação, formulação da resina, formulação do gel-coat, equipamentos de aplicação descalibrados, tempo de cura do gel-coat, pouco ou muito catalizador, temperatura ambiente, humidade e fontes de calor externas, para comentar sobre algumas, podem causar esta pré-desmoldagem. Muitos desmoldantes semi-permanentes possuem um coeficiente de atrito mais baixo na superfície, se comparado com a ceras por exemplo, o que pode explicar que influenciam mais na pré-desmoldagem. Se todos os fatores que podem causar este problema já foram verificados, você poderá diminuir a incidência destes defeitos pela simples aplicação, de forma bastante leve, do limpador de moldes na superfície do molde, o que deverá aumentar levemente o coeficiente de atrito na superfície.

O que devo fazer se em alguma região do molde a peça esta grudando?

Primeiro analise a area em que esta grudando. Use uma fita adesiva para testar o molde em vários pontos, e assim verificar se o problema não está relacionado a uma má aplicação. O problema está localizado em uma área ou em todo o molde? Uma má desmoldagem pode estar relacionada á abrasão, desenhos agudos ou ângulos de extração pequenos. A área onde esta grudando é de difícil aplicação do desmoldante? Isto talvez signifique que esta área simplesmente irá necessitar de re-aplicações mais frequentes, como por exemplo cantos vivos ou áreas de grande abrasão.

O que devo fazer se a resina ou o gel não catalisado é aplicado em grande quantidade na superfície do molde?

Aplicação de gel-coat: se o gel-coat aplicado foi catalizado, e mesmo se este filme for expesso, ele deverá curar e ficar rígido. Se entretanto esta aplicação não curar, normalmente ele é removido com um pano embebido em uma grande quantidade de limpador de moldes, seguido então por uma re-aplicação de desmoldante. Se o filme esta curado, e existe desmoldante na superfície do molde, ele pode ser removido da mesma forma anterior, com limpador de moldes e seguido por uma re-aplicação do desmoldante, ou então simplesmente deixe ele curar totalmente, e então o desplaque da superfície do molde. Se nesta mesma situação, não existir desmoldante sobre o molde, e esta aplicação de gel-coat estiver curada, em muitos casos ele deve ser lixado.

Resina pura ou mal catalizada: utilizando um pano embebido em bastante limpador de molde remova esta resina da superfície do molde. Quanto menor a quantidade de limpador de moldes utilizado, bem como a menor a força usada para esta remoção, melhor será, pois isto evitará uma remoção excessiva de desmoldante da superfície do molde. Todavia você deverá assegurar que foi totalmente removida esta resina não catalisada do molde, pois mesmo um pequeno resíduo na superfície poderá acarretar problemas na próxima desmoldagem. Tendo sido removida toda a resina da superfície do molde, deve-se reaplicar uma demão de desmoldante e continuar o processo.

Porque eu tenho maior sujeira e dificuldades de desmoldagem em áreas com desenho sobre o molde?

Tomando algumas precauções, voce terá a mesma performance de desmoldagem neste tipo de superficie como em superficies lisas. A sujeira nos desenhos da superfície do molde normalmente possuem a mesma coloração do gel-coat utilizado. A causa desta sujeira dentro das ranhuras do desenho normalmente são resultado de: 1) falha na aplicação do desmoldante dentro destas ranhuras, principalmente nas mais profundas, a qual permite que pequenas quantidades de resina ou gel fiquem aderidos a cada ciclo, ou 2) excesso de desmoldante nestas regiões devido á aplicação. Quando o excesso de desmoldante ocorre, isto não permite a sua secagem total, e até mesmo sua cura que ajudaria na resistência química. O filme formado na superfície poderá então ser atacado pelo estireno livre presente no gel-coat ou na resina usada. Isto ocorre porque o estireno livre presente atua como um solvente, penetrando no filme não curado do desmoldante, e acelerando a sujeira bem como reduzindo o poder de desmoldagem. Para reduzir a sujeira e melhorar a desmodagem nesta situações, todo o cuidado deve ser tomado, e na aplicação a remoção deste excesso é muito importante, podendo inclusive er utilizado um pincel para a remoção , antes do polimento final.

Uma marca Freudenberg.
Fale conosco

Nós estamos aqui para te ajudar. Preencha este formulário para começarmos.

Ao clicar no botão “Enviar”, eu reconheço que estou ciente sobre o processamento dos meus dados pessoais de acordo com a Política de Privacidade da Chem-Trend.