Sistemas convencionais de desmoldagem

A tecnologia convencional de desmoldagem (também conhecida como “de sacrifício”) é usada quando a tarefa de desmoldagem requer mais lubrificação e quando esse parâmetro supera o dos demais aspectos relativos a essa operação. Devido a essa lubrificação, uma certa quantidade do revestimento de desmoldagem é “sacrificada” e removida com a peça durante o processo de desmoldagem; por isso, normalmente o agente desmoldante é reaplicado após cada ciclo de moldagem para garantir o mesmo resultado. Esses produtos são concebidos com o intuito de serem não aderentes, e deve-se esperar que sejam transferidos para a peça moldada. A Chem-Trend fornece produtos convencionais adequados para resultados de alto brilho, acabamento fosco ou aplicações não cosméticas, em opções de produtos à base de solventes ou de água.

Versões convencionais de desmoldantes usadas em aplicações para compósitos tornaram-se a exceção, e não a regra, e são usadas em um número limitado de aplicações. Todavia, o resultado esperado é igualmente crítico. É por isso que fornecemos uma variedade de produtos e adotamos uma abordagem caso a caso de pesquisa, teste e gerenciamento ao longo de todo o ciclo de fabricação.

Os agentes desmoldantes Zyvax® foram desenvolvidos especificamente para atender às necessidades de moldagem de materiais compósitos para a indústria aeroespacial. Dispomos de uma ampla variedade de opções para encontrar um agente desmoldante otimizado para o seu processo.

BROCHURAS

Sistemas de Desmoldagem de Alto Desempenho para a Indústria de Compósitos para Energia Eólica

Somos comprometidos em entregar a você agentes desmoldantes e produtos auxiliares Chemlease® de primeira qualidade. Baixe nossa brochura de produtos e saiba mais sobre Chemlease® hoje mesmo. Apenas em Inglês.

Entregamos soluções criadas para enfrentrar os maiores desafios de moldagem de compósitos

Os especialistas técnicos da Chem-Trend possuem vivência nos desafios mais difíceis de produção de compósitos moldados. Baixe nossa brochura e saiba mais sobre soluções que podem melhorar sua eficiência operacional.

VÍDEOS
Perguntas Frequentes
Eu deixei marcas (estrias) na aplicação. O que devo fazer?

Muitos fatores semelhantes podem causar embaçamento ou estrias na superficie do molde. Podemos dizer que estrias que ocorrem durante a aplicação do desmoldante ou do selador em muitos casos são resultado de contaminações, moldes úmidos, ou então de uma má aplicação. Presumindo-se que o molde tenha sido bem limpo, a forma como você aplica o desmoldante é um fator importante. Tanto o desmoldante como o selador dever ser aplicados em camadas finas, usando panos de 100% algodão. Não use tecidos sintéticos pois o solvente do desmoldante poderá dissolver este tipo de fibra causando estrias. NÃO RE-UTILIZE PANOS.

As condições atmosféricas na area de aplicação também podem agravar este defeito. Embaçamento pode ocorrer quando os moldes estão mais frios que o ar. Isto pode resultar em condensação que fica retida entre o molde e o filme de desmoldante quando ele cura.

Eu vejo o molde embaçado. O que causa isto e como posso evitar?

Molde embaçado após a aplicação do desmoldante (antes de moldar):
Isto pode ser causado pela reação do desmoldante com contaminantes na superfície do molde. Também pode ser causado pelo estireno no molde acaba agarrando a ele, e ali permanece retido, ou pelo excesso de umidade durante a cura do desmoldante (principalmente em condições muito úmidas). Podem ter origem dos panos usados na aplicação que estão contaminados, ou pela condensação, particularmente quando os moldes estão mais frios que a temperatura ambiente.

Embaçamento que aparece após a moldagem da peça:
O calor da catalise pode gerar umidade, estireno livre ou outro material não curado sobre o molde durante o processo de moldagem, ficando então entre o filme de desmoldante e o molde. Após vários ciclos de moldagem o estireno livre pode também polimerizar deixando um filme duro na superfície do molde. Reforma do molde é a melhor forma para eliminar este defeito.

O que devo fazer se em alguma região do molde a peça esta grudando?

Primeiro analise a area em que esta grudando. Use uma fita adesiva para testar o molde em vários pontos, e assim verificar se o problema não está relacionado a uma má aplicação. O problema está localizado em uma área ou em todo o molde? Uma má desmoldagem pode estar relacionada á abrasão, desenhos agudos ou ângulos de extração pequenos. A área onde esta grudando é de difícil aplicação do desmoldante? Isto talvez signifique que esta área simplesmente irá necessitar de re-aplicações mais frequentes, como por exemplo cantos vivos ou áreas de grande abrasão.

O que devo fazer se a resina ou o gel não catalisado é aplicado em grande quantidade na superfície do molde?

Aplicação de gel-coat: se o gel-coat aplicado foi catalizado, e mesmo se este filme for expesso, ele deverá curar e ficar rígido. Se entretanto esta aplicação não curar, normalmente ele é removido com um pano embebido em uma grande quantidade de limpador de moldes, seguido então por uma re-aplicação de desmoldante. Se o filme esta curado, e existe desmoldante na superfície do molde, ele pode ser removido da mesma forma anterior, com limpador de moldes e seguido por uma re-aplicação do desmoldante, ou então simplesmente deixe ele curar totalmente, e então o desplaque da superfície do molde. Se nesta mesma situação, não existir desmoldante sobre o molde, e esta aplicação de gel-coat estiver curada, em muitos casos ele deve ser lixado.

Resina pura ou mal catalizada: utilizando um pano embebido em bastante limpador de molde remova esta resina da superfície do molde. Quanto menor a quantidade de limpador de moldes utilizado, bem como a menor a força usada para esta remoção, melhor será, pois isto evitará uma remoção excessiva de desmoldante da superfície do molde. Todavia você deverá assegurar que foi totalmente removida esta resina não catalisada do molde, pois mesmo um pequeno resíduo na superfície poderá acarretar problemas na próxima desmoldagem. Tendo sido removida toda a resina da superfície do molde, deve-se reaplicar uma demão de desmoldante e continuar o processo.

Porque eu tenho maior sujeira e dificuldades de desmoldagem em áreas com desenho sobre o molde?

Tomando algumas precauções, voce terá a mesma performance de desmoldagem neste tipo de superficie como em superficies lisas. A sujeira nos desenhos da superfície do molde normalmente possuem a mesma coloração do gel-coat utilizado. A causa desta sujeira dentro das ranhuras do desenho normalmente são resultado de: 1) falha na aplicação do desmoldante dentro destas ranhuras, principalmente nas mais profundas, a qual permite que pequenas quantidades de resina ou gel fiquem aderidos a cada ciclo, ou 2) excesso de desmoldante nestas regiões devido á aplicação. Quando o excesso de desmoldante ocorre, isto não permite a sua secagem total, e até mesmo sua cura que ajudaria na resistência química. O filme formado na superfície poderá então ser atacado pelo estireno livre presente no gel-coat ou na resina usada. Isto ocorre porque o estireno livre presente atua como um solvente, penetrando no filme não curado do desmoldante, e acelerando a sujeira bem como reduzindo o poder de desmoldagem. Para reduzir a sujeira e melhorar a desmodagem nesta situações, todo o cuidado deve ser tomado, e na aplicação a remoção deste excesso é muito importante, podendo inclusive er utilizado um pincel para a remoção , antes do polimento final.

Uma marca Freudenberg.
Fale conosco

Nós estamos aqui para te ajudar. Preencha este formulário para começarmos.

Ao clicar no botão “Enviar”, eu reconheço que estou ciente sobre o processamento dos meus dados pessoais de acordo com a Política de Privacidade da Chem-Trend.